Fatores que afetam o apoio dos residentes para o desenvolvimento do turismo religioso: o caso de Santa Cruz (RN), Brasil

Autores

  • Gilmara Barros da Silva Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Sérgio Marques Junior Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN.

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v10i3.957

Palavras-chave:

Gestão de Stakeholders. Apoio do Residente. Turismo Religioso.

Resumo

Este estudo versa sobre a gestão do stakeholder primário - a comunidade residente, com o objetivo principal de analisar os fatores que influenciam o apoio dos residentes para o desenvolvimento do turismo religioso em Santa Cruz, Estado do Rio Grande do Norte, Brasil, assim como as inter-relações existentes entre esses fatores. Para se atingir tal objetivo, fez-se necessário a utilização da pesquisa descritiva, seguida de uma abordagem quantitativa com aplicação de questionários com 422 residentes da cidade de Santa Cruz-RN. O estudo baseou-se no modelo de relacionamento de variáveis proposto por Nunkoo e Ramkissoon (2012), utilizando-se da técnica de Modelagem de Equações Estruturais – MEE, visando explicar os relacionamentos entre os constructos estudados. Os resultados encontrados sugerem que quanto mais os residentes perceberem os benefícios gerados pelo turismo, assim como confiem em atores governamentais responsáveis pelo desenvolvimento da atividade turística, mais existirá uma propensão ao apoio comunitário para o desenvolvimento do turismo religioso. Conclui-se que o modelo estrutural que melhor representa a realidade de Santa Cruz-RN é composto pelos constructos benefícios e custos do desenvolvimento do turismo no local, assim como a confiança do residente nos atores governamentais responsáveis pelo desenvolvimento do turismo.

Biografia do Autor

Gilmara Barros da Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Mestre e Bacharel em Turismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Sérgio Marques Junior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN.

Doutor em Agronomia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP. Mestre em Agronomia pela Universidade de São Paulo, SP, Brasil. Engenheiro Agrônomo pela mesma universidade.

Publicado

2016-08-27