O Público do Museu da Inconfidência: da legitimação do patrimônio nacional às necessidades de fruição para os turistas

Autores

  • Leandro Benedini Brusadin Universidade Federal de Ouro Preto

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v7i3.625

Palavras-chave:

Patrimônio Cultural, Museu da Inconfidência, Público, Turismo.

Resumo

O debate que trata do patrimônio cultural no Brasil se faz presente quanto às suas formas de preservação e quanto às suas ferramentas de identidade. Entretanto, torna-se necessário refletir as formas de apropriação de quem o faz existir: o público. Nesse trabalho, por meio de análise documental, ponderamos os índices de visitação do Museu da Inconfidência, em Ouro Preto, desde sua criação em 1944 até o ano de 2009. Tais indicadores quantitativos nos permitem afirmar que o público do Museu da Inconfidência foi quem legitimou a tradição nacionalista inventada no Governo de Getúlio Vargas e materializada em sua exposição. Nesse artigo ainda foram considerados os testemunhos dos visitantes, registrados no Livro de Ocorrências, os quais forneceram subsídios para analisar a visitação ao longo dos anos sob o âmbito do Turismo. Conclui-se que o Museu da Inconfidência teve que se adaptar às necessidades de fruição do turista contemporâneo, muito embora não pode se desvincular das raízes nacionalistas que lhe deram origem.

Biografia do Autor

Leandro Benedini Brusadin, Universidade Federal de Ouro Preto

Bacharel em Turismo pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas em 2001. Mestre em Hospitalidade, em 2005, pela Universidade Anhembi Morumbi, linha de pesquisa: gestão estratégica em Turismo, bolsista CAPES, orientado pela Prof. Dra. Ada de Freitas Maneti Dencker. Doutorado em História, em 2011, pela Universidade Estadual Paulista – UNESP / Franca, linha de pesquisa: História e Cultura, orientado pela Profa. Dra. Ida Lewkowicz. Professor Efetivo do Departamento de Turismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) desde 2008. Membro do Comitê de Pesquisa na área de Ciências Sociais Aplicadas da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da UFOP. Autor do livro Valor Patrimonial e Turismo: limiar entre história, território e poder.

Downloads

Publicado

2013-12-12

Edição

Seção

Artigos