Adoção de inovações em serviços turísticos: Um estudo de múltiplos casos em bares e restaurantes da orla de Aracaju (SE, Brasil)

Autores

  • Éder Danilo Bezerra Universidade Federal de Sergipe - UFS Programa de Pós-Graduação em Administração/PROPADM
  • Débora Eleonora Pereira da Silva Universidade Federal de Sergipe - UFS Programa de Pós-Graduação em Administração/PROPADM

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v7i1.545

Palavras-chave:

Serviços, Turismo, Inovação, Tecnologia, Comanda eletrônica.

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo principal analisar, através de um estudo de múltiplos casos, o impacto causado pela adoção de novas tecnologias em empresas de turismo, que cada vez mais incorporam a tecnologia às suas atividades. Para tal, foram conduzidas entrevistas semiestruturadas com gestores de quatro bares e restaurantes da orla de Aracaju (Sergipe/Brasil), apoiadas por uma survey que avaliou como a adoção da comanda eletrônica por essas empresas afeta tanto a percepção de seus clientes em relação à qualidade do atendimento, quanto a percepção dos funcionários sobre essa tecnologia enquanto ferramenta de trabalho. Nesse sentido, esta pesquisa baseia-se na teoria da difusão de inovações proposta por Rogers (1995), que aponta cinco atributos percebidos em inovações que influenciam a decisão individual de se adotar ou se rejeitar uma inovação. Como resultados e implicações do estudo, destaca-se a tentativa de se fazer uma ponte entre conceitos dicotômicos em inovação, ressaltando o papel da tecnologia no setor de serviços, e proporcionando uma reflexão sobre a convergência dos aspectos humanos e tecnológicos que transformam conceitos e ideias já enraizados nos estudos sobre inovação e turismo, além da discussão sobre até que ponto existe a necessidade de que esse setor aumente a presença tecnológica em suas atividades, diante das diferentes percepções das partes envolvidas sobre o papel da inovação tecnológica em turismo.

Biografia do Autor

Éder Danilo Bezerra, Universidade Federal de Sergipe - UFS Programa de Pós-Graduação em Administração/PROPADM

Bacharel em Turismo pela Faculdade Sete de Setembro (FASETE). Mestrando em Administração pela Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Débora Eleonora Pereira da Silva, Universidade Federal de Sergipe - UFS Programa de Pós-Graduação em Administração/PROPADM

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Professora do Departamento de Administração e do Programa de Pós-Graduação em Administração/PROPADM da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

Downloads

Publicado

2013-04-13

Edição

Seção

Artigos