Turismo e Dinâmica Cultural em uma Comunidade de Pescadores Artesanais: o Caso do Farol de Santa Marta em Laguna (SC)

Autores

  • Rafael José dos Santos UCS
  • Eduardo Manchon Arantes

DOI:

https://doi.org/10.7784/rbtur.v4i1.315

Palavras-chave:

Turismo e Antropologia. Destino Litorâneo. Imaginário. Mudanças Culturais. Comunidade de Pescadores.

Resumo

O artigo apresenta os primeiros resultados de uma pesquisa etnográfica na comunidade litorânea do Farol de Santa Marta, Laguna (SC), constituída por uma população vinculada à pesca artesanal. A localidade vem se transformando nos últimos 25 anos em destino de uma quantidade significativa de turistas, em sua maioria jovens universitários oriundos de grandes centros urbanos. A partir do encontro entre visitantes e residentes engendram-se novos sentidos, transformando a dinâmica cultural local com novas modalidades de ocupação e uso social dos diferentes espaços, bem como práticas de sociabilidade e estilos de vida definidos na relação entre os agentes sociais e ligados ao imaginário moderno.

Biografia do Autor

Rafael José dos Santos, UCS

Doutor em Ciências Sociais, Mestre em Antropologia Social e Bacharel em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Brasil). Professor e pesquisador no Mestrado em Letras, Cultura e Regionalidade e no Mestrado em Turismo e professor de graduação na Universidade de Caxias do Sul (Rio Grande do Sul, Brasil).

Eduardo Manchon Arantes

Bacharel em Turismo pela Universidade do Sul de Santa Catarina (UNISUL).

Downloads

Publicado

2010-01-01

Edição

Seção

Artigos