Uso das redes sociais empreendedoras por mulheres no processo de criação de agências de viagens

  • Rivanda Meira Teixeira Universidade Federal do Paraná-PPGADM
  • Tales Andreassi Fundação Getúlio Vargas- EAESP-SP
  • Lea Cristina Silva Bomfim Universidade Federal de Sergipe- PROPADM
Palavras-chave: Empreendedorismo. Redes sociais empreendedoras. Empreendedorismo feminino. Processo empreendedor.

Resumo

Propósito justificado do tema: O estudo das redes sociais empreendedoras tem sido reconhecido como determinante no processo empreendedor, como no sucesso dos empreendimentos. Desde a década de 90, houve um especial interesse em pesquisar redes sociais com o recorte do gênero e, considerando a sua relevância, essa temática continua sendo muito atual. Objetivo: O objetivo geral deste estudo é analisar como as redes sociais são utilizadas pelas empreendedoras no processo de criação de novos negócios. Especificamente pretende identificar os tipos de laços que são utilizados pelas empreendedoras nas suas redes sociais nas fases de concepção, start-up e consolidação de negócios e verificar como essas redes sociais influenciam na obtenção de recursos. Metodologia/Design: A estratégia de pesquisa utilizada foi o estudo de casos múltiplos e as evidências foram coletadas por meio de entrevistas pessoais semiestruturadas com sete empreendedoras de agências de viagens de micro e pequeno porte. Os casos foram descritos individualmente e após essa descrição foi realizada a análise comparativa dos casos para examinar suas semelhanças e diferenças. Resultados e Originalidade do Documento: Entre os resultados encontrados vale destacar que os laços fortes foram os mais utilizados pelas empreendedoras principalmente na fase de concepção do negócio. Além disso, constatou-se que a experiência prévia foi determinante na identificação da oportunidade e na capacidade de se construir redes diversificadas.

Biografia do Autor

Rivanda Meira Teixeira, Universidade Federal do Paraná-PPGADM
Doutora em Administração pela Cranfield University na Inglaterra e Mestre em Administração pela COPPEAD, da Universidade Federal do no Rio de Janeiro. Pós Doutorado em Gestão Turismo na Bournemouth University, Inglaterra e Strathclyde University, Escócia (2001). Pós Doutorado em Empreendedorismo na HEC Canadá (2007). Professora do Mestrado/Doutroado  em Administração da UFPR
Tales Andreassi, Fundação Getúlio Vargas- EAESP-SP

Tales Andreassi é professor na  Fundação Getúlio Vargas (EAESP) in São Paulo, Brasil. Tem Mestrado em Administração pela Universidade de São Paulo (1994) e Mestrado em Science and Technology Policy Studies pela Sussex University (1998).  Doutorado pela Universidade de São Paulo (1999). Atualmente é Vice Diretor e Coordinador do Centro de Empreendedorismo da FGV-EAESP. 

Lea Cristina Silva Bomfim, Universidade Federal de Sergipe- PROPADM
Mestranda no Programa de Pós-graduação em Administração PROPADM – Universidade Federal de Sergipe UFS, São Cristóvão (Brasil). Bacharela em Administração pela Universidade Federal de Sergipe – UFS, São Cristóvão (Brasil). Tecnóloga em Gestão Pública pela Faculdade de Tecnologia Internacional – FATEC, Paraná (Brasil)
Publicado
01-02-2018
Seção
Artigos